Como encontrar o freelancer certo para o seu projeto - meu freela

Como encontrar o freelancer certo para o seu projeto

Como encontrar o freelancer certo para o seu projeto

Como encontrar o freelancer certo para o seu projeto
5 (100%) 1 voto

 

Para que um projeto dê certo é preciso fazer planejamentos, ter boas ideias, avaliar riscos, calcular orçamentos, prever prazos. Porém, os profissionais que estão nele são imprescindíveis para que tudo isso tenha mais sucesso ainda no final. Dessa maneira, contratar um bom freelancer será uma das decisões mais relevantes.

Todos os processos são importantes, claro, mas são as pessoas que executarão essas atividades, buscando atingir os objetivos do negócio. E, quanto mais competências elas tiverem, mais probabilidade de o resultado ser positivo.

Quer saber o que avaliar para trazer o freelancer certo para o seu projeto? Acompanhe o artigo!

 

Observe a especialização ou certificados

Saber o mínimo de teoria sobre o assunto que ele vai precisar contribuir é o primeiro passo para prever se ele vai conseguir entregar um bom trabalho. Claro, um certificado de curso não é garantia de qualidade ou honestidade, entretanto esse é um dos meios de se provar um mínimo de conhecimento.

Se o seu projeto exigir alguma função específica e domínio de conteúdo, essa exigência se torna ainda mais fundamental. Com a facilidade, hoje em dia, de uma pessoa conseguir uma certificação até por meio de cursos online, fica até um pouco estranho alguém querer um trabalho que não tenha estudado para executá-lo, não acha?

 

Avalie o comprometimento

Bom, está certo que esse item, na maioria das vezes, só poderá ser avaliado enquanto o projeto ocorre. Ainda assim, ele não poderá ser ignorado, para não comprometer os resultados, principalmente porque, geralmente, a atividade que ele entregará servirá de base para que outros profissionais também desempenhem as suas. Então, uma falha de alguém poderá influenciar negativamente os outros serviços.

Na maioria dos projetos, “time is money”, assim tempo perdido pode significar custos mais elevados. Caso observe que um freelancer não parece comprometido o suficiente com as obrigações, avalie a possibilidade de substituí-lo por outro que consiga se esforçar mais. Afinal, nada mais chato que executar um trabalho com alguém que parece não ter vontade de fazer nada, não é?

 

Analise as experiências anteriores

As especializações são importantes, mas a experiência em um trabalho parecido também precisa ser levada em conta. Assim, analise o que o freelancer já elaborou no passado e que tenha tido um resultado significativo.  Portfólios são bons meios de dar uma olhada nos tipos de trabalho que ele consegue produzir. Se o profissional tiver um, avalie o que ele já fez que tenha relação com o que você precisa.

Conseguir referências de outras pessoas que já tenham trabalhado com ele também é uma boa opção. Na hipótese de ausência de portfólio, pergunte se teria alguém com quem você pudesse entrar em contato, para perguntar algumas informações.

Nesse caso, questione sobre qualidade da produção, comprometimento com prazos, problemas de comportamento, qualidade da relação do freelancer com outros colegas, capacidade de lidar com a pressão e a possibilidade de essa pessoa trabalhar novamente com ele.

Mas também cabe ressaltar aqui que podem existir profissionais capazes e que ainda não tenham tido a oportunidade de realizar algum trabalho na área. Então, apesar de analisar a experiência ser uma boa sugestão, não precisa se limitar tanto a isso. Uma opção é pedir um pequeno trabalho e ir, aos poucos, avaliando como essa pessoa produz.

 

Veja a comunicação entre vocês

Outra característica importante a ser observada é o modo como ocorre a comunicação entre você e ele e entre ele e o restante da equipe.

Trabalhar com alguém que, apesar de executar bem o trabalho, seja uma pessoa inacessível, difícil, ou não aceite receber feedbacks negativos e pedidos de reformulação pode prejudicar o andamento do projeto.

Todavia, é legal que você se mostre receptivo para tirar dúvidas ou receber sugestões. Essa pode ser uma maneira de estimular essa comunicação maior.

Cada tipo de projeto tem necessidades diferentes. Alguns demandarão reuniões, presenciais ou online, constantes. Outros precisarão de uma forma de trabalho bastante integrada, com processos bastante encadeados, que influenciam em outras atividades.

Não se esqueça de que é imprescindível que você sinta confiança em todos da equipe e que cada pessoa possa agregar conhecimentos e facilitar o andamento dos objetivos. A ideia aqui é exatamente essa: facilitar, e não dificultar. Então, na hipótese de um freelancer não transmitir essa sensação, talvez não seja uma boa ideia mantê-lo no grupo.

 

Saiba os valores antes

Ainda que esse ponto seja um dos mais importantes para a maioria dos contratantes, ele não deve ser considerado como o mais relevante. É fato que existem diversos tipos de profissionais por aí e cada um deles poderá cobrar o que bem desejar.

Alguns não se incomodarão de receber um valor irrisório pelo trabalho desempenhado, mas a pergunta que fica é: “será que o barato não vai sair caro depois?”. Também há os que cobram preços muito acima da média, mas não necessariamente entregarão algo acima da média.

De qualquer forma, todos os pontos precisam ser avaliados em conjunto, pois pode ser que um profissional que tenha todas as características desejáveis realmente mereça receber bem. Contudo, o valor também pode ser negociado.

Caso você não tenha ideia de quanto é um preço aceitável a ser pago, tente fazer uma pesquisa de mercado e ver o quanto os outros profissionais do nicho estão cobrando.

É preciso, também, acertar, nesse ponto, outros detalhes, como os seguintes:

  • em que momento ocorrerá o pagamento? Tudo antes do trabalho começar? Uma parte antes e outra depois? Tudo no final?
  • você exige nota fiscal? O freelancer é capaz de emitir?
  • o valor é cobrado por hora? Ou por produção?
  • os possíveis ajustes já estão inclusos no preço? Ou serão cobrados à parte? Etc.

Quanto mais detalhes ficarem acertados antes, menos chances de ter dor de cabeça depois.

Ainda bem que a tecnologia facilita nossa vida e está cada vez mais fácil trabalhar com equipes de forma remota ou com trabalhos pontuais, como o de freelancer. Contudo, tente seguir nossas dicas antes de fechar um contrato com qualquer profissional.

MeuFreela é uma plataforma que pode te ajudar a encontrar um profissional capacitado para seu projeto. Temos muitos freelancers de qualidade cadastrados. Conheça mais sobre o que podemos oferecer a você acessando nossa página!

  • Equipe meufreela
  • 29 de março de 2019 às 6:08 pm
  • Freelancer